• continuecurioso vê, entende e compartilha o potencial de mudança das pessoas.

    Se você é humano, já parou pra pensar em mudar. Mudar de cidade, de trabalho, de vida. E é provável que você pense, pelo menos, uma vez por dia. Então vamos falar sobre isso na websérie documental, em projetos especiais e no blog com histórias vivas.

  • continuecurioso, ramo
    e continuecurioso com

    Hoje são três editorias em vídeos contando histórias sobre transformações: "continuecurioso" são episódios tradicionais sobre mudanças profissionais e de vida,
    "ramo" foca no empreendedorismo retratando o começo de uma empresa,
    "continuecurioso com" são papos mais leves que investigam o movimento de projetos digitais que se transformaram em trabalho.

  • o que está acontecendo é
    um movimento novo

    continuecurioso faz parte desse acontecimento de autoexpressão onde mais e mais pessoas escolhem o que vão consumir, escolhem o conteúdo que vão ler ou assistir, e veem no emprego uma oportunidade pra si que ultrapassa a oportunidade financeira. Oportunidade de crescimento, aprendizado, fazer algo realizador.
    Tudo isso entra em jogo.

quem

continuecurioso, criado por Juliana Mendonça e Cristiane Schmidt,
e feito por uma equipe bem talentosa do mercado criativo e audiovisual.
Somos escritores, designers, músicos, fotógrafos e filmmakers trabalhando juntos.

Com a gente: Fernando Bittar, Fred França, Gabriel Karasek e João Antunes.

  • o que faz

    Há muita coisa acontecendo. Conheça formas de ser nosso parceiro.

    → Vídeo patrocinado
    → Conteúdo patrocinado
    → Ilustração
    → Fotografia
    → Curadoria de histórias
    → Conexão entre pessoas
    → Palestras & Encontros
    → Experiências & Bate-papos

  • contato

    continuecurioso@gmail.com

    As melhores coisas da vida são de graça. Incluindo nosso e-mail no gmail. Então, esse é o único meio de contato. Respondemos todos os e-mails. Fica tranquilo(a). Porém, quanto mais objetivo você for, mais rápido respondemos.

     

  • newsletter

    Queremos te mandar surpresas maneiras.

    Assine pra receber updates do blog, da websérie, novidades sobre encontros e experiências. Você pode receber por e-mail de graça, se inscrevendo aqui.

isso é continuecurioso

mudanças. tudo começa aqui.
  • Você nasceu, cresceu, amadureceu e de alguma forma começou a preceber que, não só o acaso, mas as suas escolhas te levaram onde você está hoje. E perceber que somos perfeitos e ridiculamente incríveis pra ser quem queremos ser dá um medo danado.

    Idealmente a gente pegaria tudo que nos foi dado e colocaria em prática pra sermos melhores. Mas é tão difícil. No fundo sabemos que temos a opção de mudar de direção, de carreira, de estilo de vida e de hábitos, mas geralmente nos pegamos em situações complicadas demais para que possam ser mexidas. Nos pegamos mal humorados e tristes. E isso não é necessariamente ruim.

    É bem provável que a explosão inicial da mudança aconteça por causa de um sentimento infeliz. É sua mente e corpo dizendo: ‘ei, temos um problema pra resolver’. Precisamos mudar, nos mexer, fazer perguntas, se não, endurecemos.

    Isso é continuecurioso.

  • websérie

    Na websérie conversamos com pessoas que buscaram mudanças e caminharam em direção ao desconhecido. Sem saber muito bem o porquê, entendemos que quando é o próprio destino que tá em jogo, ninguém entra pra perder. Os vídeos vão ao ar toda segunda-feira.

  • blog

    No blog escrevemos sobre  mudanças e as grandes coisas desconhecidas da vida. Ninguém é igual a ninguém, todos gostamos de coisas diferentes, e por isso exploramos vários assuntos. Falamos sobre escolhas, coragem criativa, trabalhos, alegrias e erros. Os papos vão se encaixar nessas colunas: humanos, isso importa, simplifica, faz, você perguntou, colaboração, incertezas, lidando com isso, olhando ao redor.

dúvidas? você pode encontrar respostas aqui

FAQ

  • 1 As pessoas podem se auto-indicar para serem retratadas ou indicar alguém?

    Na home do site, na seção “indique”, as pessoas podem se auto-indicar ou indicar alguém. Pra se auto-indicar é só escrever como foi a sua mudança e aceitar alguns termos que estão lá. Pra indicar alguém você precisa descrever o máximo que sabe sobre a pessoa e deixar um meio de contato pra chegarmos até ela. A gente procura histórias sinceras, então textos escritos por assessoria de imprensa não se encaixam no que buscamos.

  • 2 Qual foi o caminho que levou vocês a criarem o continuecurioso?

    Ju Mendonça, logo que se tornou redatora publicitária freelancer, pensava constantemente sobre novas maneiras de se trabalhar e novas maneiras de enxergar o trabalho. De tanto pensar, nasceu o continuecurioso. No meio do caminho veio a Cris Schmidt, fotógrafa, apaixonada pela ideia. Então, as duas como freelancers que já estavam vivendo esse caminho profissional pouco conhecido e muitas vezes visto como um plano B, queriam saber: tem mais gente seguindo esse caminho? Quem são? Tem como gostar do trabalho que a gente faz? Tudo foi planejado por 6 meses e o primeiro episódio foi filmado no final de 2012, que foi ao ar em janeiro de 2013. Iniciaram como uma websérie no Vimeo, mas as coisas foram crescendo. Foram para o YouTube e hoje são um canal que falam essencialmente sobre mudanças e sobre como podemos melhorar a nossa vida. Hoje fazem palestras, encontros, já apresentaram um TEDx, fazem parte do material escolar oficial do grupo Marista, lançaram o primeiro produto continuecurioso em parceira com o restaurante Piadina Tree e trabalham como diretoras de documentários pra publicidade.

  • 3 Como vocês encontram os personagens?

    Alguns chegaram em nós pessoalmente, outros foram indicados por pessoas próximas e outros mandaram sua história através do site, na seção “indique”, como os criadores do Hypeness, a Aira Bonfim e os meninos do Bardo e o Banjo. O que a gente aprendeu é que todos têm uma história incrível, só é preciso andar de cuca e coração abertos pra ouvir.

  • 4 Como vocês criam os episódios?

    Tudo foi bem estruturado no começo, antes de gravar o primeiro episódio. Decidimos como queríamos a fotografia, como seria a narrativa e o que iríamos precisar para fazer tudo aquilo que a gente tinha na cabeça. Aí começaram os contatos com amigos do meio audiovisual e criativo que toparam participar. O legal é todo mundo da equipe tem uma história continuecurioso, passaram por mudanças profissionais e de vida. Aí, depois de pensar a gente foi lá e fez. Descobrimos que ter uma estrutura bem pensada antes de gravar foi essencial pra nos dar liberdade na filmagem. A gente podia e pode mudar no meio do caminho porque sabemos onde queremos chegar.

Créditos do site e blog


Programação COMBO Design Frederico Félix, Fernando Bittar